terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Sol - Última Parte

Era domingo de manhã e sua filha ainda estava dormindo. Ela decidiu abrir seu antigo e-mail, que mantinha para conversar com os familiares e amigos mais próximos. Só uma mensagem nova. O susto fez com que ela lesse o nome do destinatário e a mensagem diversas vezes.
A viagem para o Brasil já estava marcada e uma semana após ela estava na casa de seus pais. Estava na rua, observando o que tinha mudado desde a ultima vez e acabou encontrando com ele. Sorriram e conseguiram trocar meia duzia de palavras, até que a garotinha correu e abraçou a cintura da mãe. Não tinha mais do que nove anos, cabelos lisos e castanhos, os olhos iguais aos da garota sonhadora que cursava artes cênicas, além do traço familiar que apresentava nos lábios. Assim que ela abriu o sorriso ele entendeu tudo. Finalmente o vazio havia sido preenchido. Um plano que tinha dado certo, mesmo que ele não soubesse disso até aquele instante.
Eles ainda eram totalmente opostos e a possibilidade de ficarem juntos era praticamente nula, mas havia algo muito maior e de interesse em comum. Não se tratava de Mercúrio ou Plutão, mas sim de Sol.

Leia aqui a primeira parte
Leia aqui a segunda parte

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Inspirações para o Ano Novo

E lá vamos ao ultimo "eu-não-sei-o-que-vestir" do ano. Não coloquei nenhum look branco, porque não achei um que me agradasse, juro! E que fique claro: passe o ano com a roupa que você se sentir bem, independente da cor. Espero que os looks ajudem vocês ;)
Adriana Gastélum

Aileen Belmonte

Alba .
Vanessa Vasconcelos
Daniela Ramirez

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Sol - Segunda Parte

Ele leu a carta quando desfez a mala. A essa altura, ela já estava em NY, chegando exausta após os ensaios e apresentações, e decepcionada por ficar apenas nos bastidores. Ela não tinha feito faculdade com essa intenção. O espetáculo não estava bem antes mesmo dela chegar e as sessões praticamente vazias demonstravam isso. Mas ela não queria atribuir o titulo de fracasso do espetáculo a si mesma. Foi para Los Angeles, fez vários testes e conseguiu um papel secundário em uma nova série.
Já ele, namorou a garota dos olhos castanhos claros e outras dez, mas nenhuma preenchia o vazio que ele sentia e não sabia explicar de onde vinha.
Após sofrer um acidente no campo de treinamento, ele foi dispensado do exército. Não era fácil atingir os 32 anos e perceber que todos os planos que tinha feito para o futuro já tinham ido por água abaixo. Decidiu que voltaria para sua cidade natal e assumiria os negócios do pai. Esperava não estragar tudo como nas outras situações.
Um dia, ao chegar em casa e ligar a TV, ele começou a assistir uma entrevista com os atores de um filme que seria lançado em breve. Entre eles havia um sorriso inconfundível, e que parecia mais distante do que os quilômetros que separavam Mercúrio de Plutão. Nesses nove anos eles não tinham se comunicado. Ela sempre foi teimosa, e ele não viu necessidade em responder a carta. Afinal, o que iria dizer? Obrigado? Ela foi embora por vontade própria. Esse era o pensamento dele até três minutos atrás.

Leia aqui a primeira parte

Play!


quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Look: HO HO HO!

E essa foi a roupa usada na véspera de Natal. Eu sei que vou comer que nem louca, que vou cansar do salto depois de algumas horinhas, mas não resisto. E considerando que eu não saio (minha família que vem para cá), este ano eu fiquei tranquila. Consegui dar uma ondulada bem fraca no cabelo, que só durou porque eu estava com ele preso antes de tirar as fotos haha 
Detalhe pro colar lindo que a mamãe fez ♥ 

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Meus filmes preferidos - Década de 90

10 Coisas Que Eu Odeio Em Você (1999): Abrindo o post, um dos meus filmes preferidos do mundo inteiro ♥ As músicas, o roteiro, e principalmente, pelo Heath Ledger. Sou completamente apaixonada por ele nesse filme. Quando ele desce a arquibancada cantando então, é pra desmaiar! *o*
(merecia um post inteiro só pra ele ♥)
Edward Mãos de Tesoura (1990): Burton, Johnny Depp, como não amar? Confesso que a primeira vez que consegui ver o filme inteiro foi neste ano, e chorei horrores. Da vontade de abraçar o Edward e não soltar mais.
Matilda (1996): Um incentivo enoooooooooorme à leitura. Cada detalhe do filme faz com que eu consiga assisti-lo diversas vezes, sem enjoar e nem perder a atenção. E sim, eu sou louca por aquele bolo de chocolate haha
Mulan (1998): Se eu estou certa, foi o primeiro filme que eu assisti no cinema. Ela é a minha heroína preferida da Disney, e eu fui obcecada por ela por um bom tempo. Inclusive, tinha um enfeite dela em isopor em cima da minha cama (isso que dá ter uma mãe artista ♥). 

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Sol - Primeira Parte

Eles não estavam na mesma sintonia. Nunca estiveram, se é para dizer a verdade. Ela era uma atriz em formação, e ele a projeção do sonho que arquitetara quando criança.
Conversavam durante o dia, não para matar a saudade um do outro, mas sim a que sentiam da cidade natal. Apesar da faculdade de artes cênicas e o centro de treinamento militar ficarem em cidades vizinhas, eles não se viam com muita frequência. E quando se viam, algo sempre parecia errado. Os olhos dele se perdiam em meio a multidão, enquanto os dela fixavam na tatuagem dele. Uma bolinha, que poucos sabiam o que realmente eram. Mercúrio. O apelido que ele tinha desde criança, em contraposição ao dela, Plutão. Ela pensou em fazer uma tatuagem também, mas não parecia ter tanto sentido. Plutão já havia perdido o seu posto no sistema solar assim como ela havia perdido o espaço no coração dele para a garota dos olhos castanhos claros.
Um final de semana, antes dele voltar para o alojamento, ela colocou um bilhete dentro de sua mala. Desejava que ele conquistasse todos os sonhos e pedia desculpas por não ter mais nenhum em comum, de modo que não podia seguir em frente com isso. Faltavam apenas dois dias para o fim do semestre letivo. Pouco tempo até o inicio do estágio na Broadway. Era apenas como assistente de figurino, mas era um passo que a aproximava do seu objetivo. Então, aquele bilhete foi a decisão mais sensata. Ela sabia que não o amava.
Vocês devem pensar que ele leu a carta no ônibus, correu para o apartamento dela e após algumas lagrimas os dois admitiram que se amavam e que tudo não passava de um mal entendido. Mas este não é o roteiro de uma comédia romântica em que o final sempre é feliz. E este também não é o final.

Look do dia: Calça Candy

Foi tanta correria ontem que eu só lembrei de tirar foto quando cheguei em casa (por isso as fotos no espelho). Usei esse look para ir na missa de 25 anos de casamento dos meus padrinhos e depois a comemoração na casa deles. Essas roupas já estavam gritando para serem usadas há um bom tempo, mas o calor não deixava haha
E ai, o que acharam? Beijinhos!

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Ainda falando sobre faculdade...

Fiquei de exame em uma matéria, e não sosseguei enquanto não saiu a nota. Coisa que aconteceu hoje de manhã, e UFA nenhuma DP! Então, chegou a hora de fazer um balanço sobre o meu ano de bixete.
Não era obrigatório participar do trote, mas o que eu ia perder? Só a camiseta, porque alguém comprou tinta pra tecido, mas ok, sem problemas. Fui preparada para isso. Graças ao trote que eu conheci minhas amigas.
Logo nas primeiras aulas eu percebi que estava no lugar certo. Isso não quer dizer que eu amava todos os professores haha
Ah, e eu nunca fui de me preocupar com provas. Mas o fato de ter apenas uma no semestre me deixava desesperada um mês antes. Quantos resumos, noites praticamente viradas estudando, brigas por silêncio total, fora o numero de vezes que eu falei "to feliz se pegar exame nessa matéria, juro!!". Agora eu tenho um tempinho para me desligar de tudo isso (:
O que foi difícil? Acordar cedo toda manhã, pegar ônibus e metrô. Eu não funciono muito bem de manhã, a menos que seja para trabalhar. Ficar 2 horas seguidas ouvindo alguém falar então... Como eu sinto falta do ensino médio a tarde ♥ Mas se tudo der certo, logo logo eu me transfiro pra noite!
E sobre o choque de realidade que tanto falam, eu não percebi. É diferente da escola? Claro! Mas nada que eu não esperasse. Acho que o que eu mais estranhei foi não ter mais o sinal no intervalo haha Só relembrando, eu faço Jornalismo. Se quiserem tirar dúvidas, podem falar pelos comentários, beijinhos!

domingo, 1 de dezembro de 2013

Acabooou!

Gente, dá um alivio enorme quando acabam as provas da faculdade, vocês não tem ideia! Na verdade, é apenas um alivio parcial, já que eu não sei todas as notas (torçam para que eu não pegue nenhuma DP, por favor). Mas e agora, o que fazer? Eu já tenho certeza do que quero!
1. Assistir séries
Quantos episódios você não perdeu por ter que estudar para aquela matéria que você odeia? E os box queridinhos que devem estar até empoeirados? Agora é a hora! Faça uma maratona, estoure a pipoca, pegue a panela de brigadeiro e vá pra felicidade haha
2.Passar um dia inteiro na praia
Passe bastante protetor, beba bastante água e aproveite desde cedo até o pôr do sol. Para mim, praia é algo que me renova completamente, se eu pudesse estaria em uma todo fim de semana.
3.Encontrar os amigos
Seja em uma festa, ou só em uma tarde de filmes em casa. Nada de passar as férias inteiras longe deles.
4. Coma (muito!)
Sim, isso mesmo. Quantos vezes você não saiu atrasado, sem café da manhã e teve que se contentar com um pacote de club social? Essa é a hora de aproveitar (que fique bem claro que eu nunca fui daquelas garotas #projetoverao, mas que o meu metabolismo ajuda muito. Por isso que eu como o que quero sem me preocupar)!
5. Durma tarde, acorde tarde
E faça com que esse período se torne produtivo. Não adianta nada passar a noite só no Candy Crush.

PS: Não coloquei leitura, porque estou voltando a escrever, e isso sempre acaba me atrapalhando no processo criativo, sem perceber, coloco coisas do livro no meu texto. Mas leiam! Ainda mais se ficarem em casa, esse é um dos melhores jeitos de viajar.